Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

UNIRIO – Nota de esclarecimento

A Reitoria da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) divulgou uma nota de esclarecimento referente a irregularidades na admissão de estudantes na Escola de Medicina e Cirurgia (EMC). Segundo a nota, a Universidade abriu um processo de aputação sobre o uso indevido de matrículas canceladas por estudantes que não foram regularmente matriculados. As supostas irregularidades foram vistas através do relatório de evasão gerado no dia 15 de março de 2012. A Direção da Escola verificou a inclusão de cinco nomes, de estudantes que não foram regularmente matriculados, no Sistema de Informações para o Ensino (SIE), com o uso de matrículas canceladas. Após constatada a divergência, a Direção decidiu informar a Reitoria sobre as divergências.

Foi consultda a Procuradoria-Geral junto à Universidade a respeito das providências cabíveis, e o órgão recomendou a abertura de uma sindicância. Em 27 de março foi instaurada a Comissão de Sindicância, composta por representantes de diferentes setores da Universidade. O prazo para realização dos trabalhos da Comissão é de 30 dias, que pode ser prorrogado. Foram ouvidas a diretora da EMC, Maria Lucia Pires, e a decana do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, Lucia Marques Vianna. Os estudantes foram convocados a prestar depoimento nesta terça-feira (10/04). A Comissão ouviu ontem (09/04) dois servidores da EMC.

Atendendo a orientação do MEC, no dia 05 de abril a Reitoria encaminhou ofício ao Superintendente Regional da Polícia Federal no Estado do Rio de Janeiro, Valmir Lemos de Oliveira, comunicando sobre as possíveis irregularidades.

Fonte: Luiz Pedro San Gil Jutuca – Reitor da UNIRIO