Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

UFRJ – Curso de Extensão

Terá, na próxima terça (18/04), a 9ª Edição do Curso de Extensão “Jornalismo de Políticas Públicas Sociais” (JPPS), vinculado à Escola de Comunicação (ECO) da UFRJ e coordenado pelo professor Evandro Vieira Ouriques. O curso é uma realização do Núcleo de Estudos Transdisciplinares de Comunicação e Consciência (Netccon) e da Agência de Notícias Direitos da Infância (Andi), e terá como tema “Território Mental e Políticas Públicas Sociais”.

O JPPS, criado no primeiro semestre de 2007, também está na grade do curso de Comunicação Social como disciplina eletiva. O objetivo principal do curso, de acordo com Ouriques, é “ajudar todas as pessoas que trabalham com jornalismo e com comunicação a entender como é importante e decisiva a atividade de ambos nos dias atuais, uma vez que o ser humano só é ser humano na medida em que se comunica e em que produz cultura e linguagem”.

O coordenador do JPPS explica que as tecnologias da informação e da comunicação atingiram um ponto extremamente intenso e distinto do que tínhamos até então, o que torna ainda maior a responsabilidade do jornalista e do comunicador, bem como das lideranças políticas e sociais e do seu trabalho de se comunicar. Por isso, de acordo com Ouriques, é importante que haja o resgate do papel público e social. “Trata-se de trabalharmos a capacidade de comunicação dos jornalistas, dos comunicadores e das lideranças de várias áreas, empenhadas em comunicar para a transformação social, modificando o cenário atual através de políticas públicas sociais, sublinhado já no próprio nome do curso”, afirma o coordenador.

Até o dia 11 de julho, data de encerramento do curso, serão realizadas 13 palestras e uma visita guiada à comunidade Nova Holanda, localizada no Complexo da Maré. Com o objetivo de conhecer de perto outras formas de riqueza, os estudantes visitarão alguns projetos sociais como Imagens do Povo, Observatório de Favelas, Luta da Paz, Centro de Estudos e Ações Solidárias da Maré (CEASM) e Museu da Maré. A visita ocorrerá num sábado, dia 11 de junho, das 9h30 às 16h.

As palestras acontecem sempre às segundas-feiras, das 9h30 às 13h, no Auditório da Central de Produção Multimídia (CPM) da Escola de Comunicação, localizada no Campus da UFRJ da Praia Vermelha. Professores da UFRJ e profissionais de comunicação serão convidados a participar destes encontros, que debaterão temas variados, como erradicação da pobreza e desenvolvimento sustentável, regulamentação democrática da mídia, fotografia popular e direitos humanos, poder midiático e institucional. Entre os palestrantes estarão o Coronel Robson Rodrigues da Silva, comandante das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) do Estado do Rio de Janeiro, Ciça Lessa, jornalista e secretária-executiva da Agência de Notícias dos Direitos da Infância (Andi) do Brasil, Nelma Espíndola, assistente social e co-autora do livro Mídia, Questão Social e Serviço Social, e Luciane Lucas dos Santos, pós-doutora em Sociologia pelo Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra.

A palestra de abertura, marcada para a próxima segunda-feira (18), será conduzida pelo próprio coordenador do JPPS, tendo como tema “Políticas Públicas Sociais e Comunicação: um Desafio Psico-político de Respeito ao Feminino”. Ouriques defende, no entanto, não apenas a conversa, mas o ativismo social. “O ideal é que nós sejamos capazes de sermos jornalistas e editores das nossas próprias sequências mentais, para que a nossa ação concreta no mundo seja aquilo que nós gostaríamos de ver nele. Trata-se, portanto, de um desafio no território mental”.

O curso, além de fornecer certificado oficial da UFRJ, contará com uma avaliação elaborada em conjunto com os estudantes. O objetivo é discutir a maneira como os estudantes vão trabalhar. As inscrições podem ser feitas até o dia 13 abril na página virtual do curso (https://spreadsheets.google.com/viewform?formkey=dHMwRURUdF9SckNzMUExaGZqUTZJSlE6MQ) e o resultado da seleção será divulgado no dia 14. Contudo, Ouriques adianta que a disciplina já conta com 150 pedidos de inscrições para apenas 80 vagas.

Fonte: UFRJ

Show CommentsClose Comments

Leave a comment