Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Prêmio da Igualdade Racial

O Prêmio da Igualdade Racial, promovido pelo Criar Brasil e pela Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), selecionou cinco vencedores dentre os 75 projetos inscritos.

Foram recebidos projetos de todo o país onde foram apresentadas iniciativas de combate às desigualdades raciais, de luta pela cidadania e por melhores condições de vida da população negra.

O júri indicado pela Seppir, foi composto por Lúcia Xavier, Edialeda Salgado Nascimento e Walter Silvério, que escolheram os projetos que melhor atendiam aos critérios indicados no edital. Os vencedores foram:

Centro Aplicado de Pesquisa em Educação Multi-étnica – Duque de Caxias (RJ)

Ori Inu – A cabeça de Dentro – Porto Alegre (RS)

Família Alcântara Coral – João Monlevade (MG)

Pré Vestibular Quilombola – Vitória da Conquista (BA)

Projeto Criança Capoeira Esporte e Cultura – Arraias (TO)

Os jurados indicaram também três menções honrosas. Estes projetos, apesar de não receberem premiação em dinheiro, receberão um espaço especial no material impresso, a ser publicado no final do projeto. São eles:

Projeto Oku Abo – Rio de Janeiro (RJ)

República do Samba – Rio de Janeiro (RJ)

Pré Vestibular Steve Biko – Salvador (BA)

Entre agosto e setembro uma equipe do Criar Brasil vai visitar os projetos vencedores para coletar material em áudio, foto, texto e vídeo sobre as iniciativas. Esse material, servirá para que os jurados definam a classificação dos vencedores, que será divulgada no site do Criar Brasil no dia 27 de outubro de 2009.

Estas informações também serão utilizadas para a produção de cinco programas de rádio sobre cada uma das iniciativas escolhidas e para a composição de uma cartilha que visa documentar as iniciativas voltadas para o combate à desigualdade racial em todo o país.

A premiação, assim como o lançamento dos programas de rádio e da cartilha será realizada no fim do projeto, com data e local a serem definidos pela equipe do Prêmio.

Para saber mais sobre o projeto, acesse aqui o site da organização.

Show CommentsClose Comments

Leave a comment