Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Censo Escolar 2009

O Inep/MEC divulgou, em coletiva à imprensa, nesta segunda-feira (30/11), o resultado do Censo Escolar  da Educação Básica 2009. Os dados são coletados, anualmente, em todas as escolas brasileiras. No final é traçado um retrato da realidade educacional brasileira. No total são 197.468 escolas.

O Censo Escolar da Educação Básica começou a passar por transformações em 2007, quando foi implantado o Educacenso, sistema eletrônico de coleta de dados. Com o novo sistema, a informação foi individualizada – já que as escolas têm que preencher um cadastro para cada aluno, professor, turma e um geral para a escola. Segundo o Inep, “o grau de detalhamento permite a elaboração de políticas eficientes de médio e longo prazo com o objetivo de se otimizar o sistema educacional”.

Os dados divulgados  pelo Inep, autarquia responsável pelas estatísticas educacionais, se referem a número de matrículas e infra-estrutura. Eles estão detalhados por unidade da federação, categoria administrativa, localização geográfica e etapa de ensino.

Segundo os dados do Censto, há no Brasil 52.580.452 estudantes na Educação Básica, que compreende a Educação Infantil (creche e pré-escola), o Ensino Fundamental (1º a 9º ano ou 1ª a 8ª série), o Ensino Médio, a Educação Profissional, a Educação Especial e a Educação de Jovens e Adultos (nas etapas Ensino Fundamental e Ensino Médio).

Em termos de matrícula global, o que se percebe, com relação ao ano passado, é uma queda de 1,2% com relação ao censo anterior. Na Educação Infantil houve ligeiro aumento, de 0,6% , puxado pelo aumento no número de matrículas educacionais em creches, que foi de 8,3%. Já a pré-escola apresentou queda de dois pontos percentuais, resultado do aumento das escolas que aderiram à Educação Fundamental de nove anos. Esta etapa, por sua vez, apresentou os mesmos índices percentuais de redução de matrículas com relação a 2008: 1,2%, índice que cai para 0,3% no que se refere ao Ensino Médio. Em relação à Educação Profissional, houve um crescimento de 8,3% em um ano.

Do total de matriculados, 45.270.710 estão em escolas públicas (86,1%) e 7.309.742 estudam em escolas da rede privada (13,9%). As redes municipais são responsáveis por 24.315.309 matrículas (46,2% do total). Houve um crescimento acentuado das matrículas na rede federal em quase todas as etapas e modalidades (exceto no ensino fundamental e na educação especial).

Ampliou-se o atendimento da rede privada na oferta de Creches (5,8%) e de Educação Profissional (10,7%). As principais mudanças forma na localidade geográfica, pois as matrículas na zona rural aumentaram nos segmentos creche (5,7%), ensino médio regular (9,4%) e Ensino Médio da Educação de Jovens e Adultos (7,3%).

 

Veja o Relatório Técnico.

Assista a apresentação feita pelo Inep.

Confira as tabelas do Brasil, por região e estado.

Veja os números no Diário Oficial da União (DOU).

(Inep/MEC)

Show CommentsClose Comments

Leave a comment