dcsimg

Vestibular em

Profissões em alta para a Copa

Veja o setores que mais vão crescer com a Copa do Mundo.

Um estudo da consultoria Ernst&Young em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV) estimou que a Copa do Mundo de 2014 vai gerar 3,63 milhões de empregos ao ano, resultando em R$ 63,48 bilhões de renda para a população. O relatório “Brasil Sustentável – Impactos Socioeconômicos da Copa do Mundo 2014” traz um panorama geral sobre os benefícios da Copa no País e também nas cidades-sede.

 

O Rio de Janeiro é uma das doze cidades que sediarão os jogos daqui a dois anos e são inúmeras as oportunidades em diversas áreas. Segundo o estudo, os setores mais beneficiados são:

- Construção Civil

- Alimentos e Bebidas

- Serviços prestados a empresas

- Eletricidade e gás, água, esgoto e limpeza urbana

- Serviços de Informação

- Turismo e Hotelaria

 

O curso de tecnólogo, com duração aproximada dois anos, podem ser uma boa ideia para quem ainda está em dúvida sobre que carreira seguir e pensa em aproveitar o aumento da demanda por profissionais qualificados nas áreas de gastronomia, tecnologia, turismo e hotelaria, por exemplo.  Com um evento desse porte, hotéis, restaurantes, serviços de guias e o comércio da cidade devem  impulsionar seus negócios e necessitar de mais mão-de-obra com o aumento dos visitantes. A previsão é que o fluxo de turistas no Brasil em 2014 seja de quase 7,5 milhões. Sem a copa, a estimativa seria de cerca de 6 milhões.

Os benefícios econômicos para o Brasil – e consequentemente cada cidade-sede –se estendem, segundo a Ernst&Young e a FGV, a micro, médias e pequenas empresas em  mais 11 setores.  O tipo de qualificação da mão-de-obra varia bastante, mas haverá oportunidades  nos ramos:

- Têxtil

- Peças e acessórios para veículos automotores

- Eletrodomésticos

- Máquinas, aparelhos e materiais elétricos

- Máquinas e equipamentos, inclusive manutenção e reparos

- Produtos de madeira, inclusive móveis

- Artefatos de couro e calçados

- Aparelhos/instrumentos médico-hospitalares,  de medidas e ópticos

- Outros equipamentos de transporte

- Caminhões e ônibus

- Máquinas para escritório e equipamentos de informática

 

Como ser voluntário da Copa

Quem tiver 18 anos ou mais pode tentar uma vaga como voluntário na copa. São 18 mil vagas no Brasil. Os voluntários podem desempenhar funções especialistas, como serviços de tradução, departamento médico etc. e também generalistas, que fazem o atendimento ao público geral.

Mesmo quem não mora em uma das cidades-sede pode se candidatar. Vale lembrar, no entanto, que a natureza do trabalho é voluntária e a Fifa não fará pagamento de salário ou ajuda de custo para a hospedagem, nem reservará assentos para os jogos da Copa. Aos selecionados, serão fornecidos uniformes, auxílio para deslocamento (dentro da sede) e alimentação durante o período de dedicação.

Uma vez inscrito,  o candidato passa por um processo seletivo, com algumas fases online e outras presenciais. Haverá entrevistas e treinamentos gerais e específicos. Embora nem todas as funções lidarão diretamente com o público, em boa parte delas é necessário saber falar inglês.

As inscrições são feitas no site www.fifa.com e devem abrir no final do primeiro semestre de 2012. No site da Fifa também serão divulgadas notícias e informações sobre o programa de voluntariado da Copa. 

 

Deixe seu comentário:

Versão para impressão     Enviar para um amigo