Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Ano da Astronomia

A Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas declarou 2009 o Ano Internacional da Astronomia (AIA 2009). Com a presença de 900 autoridades e cientistas de todo o mundo, o evento foi aberto nos dias 15 e 16 de janeiro, em cerimônia na sede da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), em Paris, na França.

Com participação de mais de 100 países, a iniciativa da Unesco e da União Astronômica Internacional (UAI) marcará os 400 anos de um dos eventos mais revolucionários da história da ciência: o primeiro uso astronômico de um telescópio por Galileu Galilei. A abertura oficial no Brasil ocorrerá na próxima terça-feira (20/1).

De acordo com os organizadores, o AIA 2009 irá estimular, em nível mundial, o interesse dos jovens pela astronomia e pela ciência. Eles estimam que com as atividades, no decorrer do ano, pelo menos 1 milhão de pessoas terá oportunidade de ver o céu por meio de telescópios.

O objetivo é aproveitar o fascínio produzido pelas descobertas astronômicas a fim de aproximar o público da ciência e da tecnologia e difundir uma mentalidade científica – característica central nas sociedades tecnológicas.

A extensa programação da abertura do AIA 2009 incluiu debates sobre o papel da astronomia na sociedade e na cultura, apresentações sobre os principais momentos da astronomia moderna, observações em tempo real e videoconferências ao vivo com alguns dos principais observatórios do planeta – como a Estação do Pólo Sul e o VLT (Very Large Telescope), localizado em Cerro Paranal, no Chile.

Várias das atividades incluíram demonstrações das contribuições da Agência Espacial Européia (ESA) ao AIA 2009. David Southwood, diretor do programa de Exploração Científica e Robótica da ESA apresentou em Paris missões científicas atualmente em andamento no âmbito do programa da Visão Cósmica.

Usando imagens, vídeos e jogos interativos, os participantes puderam conhecer as missões astronômicas Planck e Herschel, da ESA. Os dois satélites investigarão como as primeiras galáxias e estrelas se formaram e evoluíram, fornecendo uma nova visão das origens do Universo.

Na exposição Domo Planck, os visitantes podem observar o céu como será observado pelo satélite. Um modelo de espaçonave montado no palco central, no meio do domo, demonstrou como o equipamento fará as observações.

A sede da Unesco também recebeu parte da exposição móvel e interativa Discovery Truck, lançada na cidade holandesa de Groenigen em 2008, que permite a estudantes descobrir o “universo invisível” que será explorado pela missão Herschel.

Atividades no Brasil

A cerimônia oficial de abertura do AIA 2009 no Brasil será no dia 20, às 18 horas, no Planetário do Rio de Janeiro. Entre os dias 19 e 28, outras 50 cidades brasileiras realizarão seus eventos de abertura.

A abertura contará com a presença do Ministro da Ciência e Tecnologia Sérgio Machado Resende e representantes das principais instituições ligadas à pesquisa científica no país.

A programação do AIA 2009 incluirá, no decorrer do ano, milhares de eventos, com observação por meio de telescópios, palestras, exposições fotográficas e shows de planetário.

Uma das primeiras atividades será a Semana de Abertura do AIA 2009, promovida pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) entre 20 e 22 de janeiro. A programação prevê a colocação de telescópios em diversas praças da cidade, tanto na região central como em bairros periféricos. A população poderá observar o céu durante o dia e à noite.

Outro destaque será a reinauguração do Observatório Astronômico do Museu de História Natural e Jardim Botânico da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), no dia 23 de janeiro. O observatório havia sido desativado na década de 1980 e será reativado por iniciativa da UFMG e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig).

Depois da reinauguração, durante a tarde, o Museu também promoverá oficinas para públicos variados, de curiosos a estudiosos da astronomia. Serão oficinas de lançamento de foguetes, construção de telescópios e outras que relacionam a proporção de tamanho dos planetas do Universo.

No final da tarde, o Presidente da Sociedade Brasileira de Física, Alaor Chaves fará uma palestra sobre matéria e energia. Ao lado do ibservatório será montado um planetário, com exibições de hora em hora sobre as estrelas que compõe a bandeira brasileira. À noite, o público poderá observar o céu de Belo Horizonte com o telescópio restaurado.

Mais informações: www.astronomia2009.org

(Fonte: Agência FAPESP)

Show CommentsClose Comments

Leave a comment